Um cenário a cada momento



Assim é o mercado brasileiro, composto pelos fornecedores e consumidores e todas as entidades que formam a nossa capacidade econômica latente ou ativa. Duas grandes forças são os vetores das mudanças de cenários: a própria dinâmica da economia, afetada por fatores internos e externos, e as decisões tomadas pelo Governo Federal.

Diante de uma nova política econômica governamental as empresas passam a enfrentar cenários desconhecidos, porém previsíveis, segundo os grandes especialistas como Michael Porter e Stephen Kanitz. Esses estudiosos recomendam que além de eficiência operacional, as empresas terão que priorizar a estratégia mercadológica. Kanitz chega inclusive a indicar mercados.

Pesquisar é preciso

Agora, é mais real do que nunca, a necessidade de quantificar os mercados, suas capacidades de absorção dos produtos e serviços. A concepção de uma estratégia e o alcance da eficiência operacional, só serão conseguidas com a adequação da produção à demanda, tanto no que se refere à qualidade, quanto à quantidade. Esta adequação evita o desperdício e eleva a produtividade da empresa.

É necessário efetuar pesquisas para descobrir verdades que nos rondam, mas que não são perceptíveis a olho nu. Só a pesquisa reveladora, feita através de questionários habilmente elaborados, e resumida em relatórios simples, de rápida leitura e fácil apreensão, é capaz de descobrir o verdadeiro desejo do consumidor.

Baixo Custo

Decidir certo é sempre mais barato, porque é decidir com qualidade. O "achômetro" é um instrumento superado, pois os mercados se tomam cada vez mais exigentes, e a atuação da mídia provoca, na cabeça das pessoas, efeitos inesperados. O custo de uma pesquisa é bem menor que as surpresas das tentativas. (BARTOLOMEU LEAL)



voltar





Copyright © 2002-2004 Instituto Harrop. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido e gerenciado pela Nativ - Agência Interativa.